Article in "Jornal de Negócios" on Exporting to Exotic Destinations!

Tecnologia do Porto limpa caldeiras na República Dominicana

 

A regulamentação ambiental que obriga as empresas a limpar os gases emitidos pela indústria pesada está a alastrar progressivamente dos países mais desenvolvidos para outras geografias. É essa onda que a Advanced Cyclone Systems (ACS) está a surfar, aproveitando para vender os seus equipamentos, que filtram as partículas do ar, em novos destinos, onde os clientes e parceiros comerciais também se instalam.

Na República Dominicana, como noutros países da América Central, subsistem graves problemas energéticos, que obrigam as indústrias a arranjar alternativas para a produção de energia. Foi o que fez ali a Cargill, multinacional de ingredientes para a indústria alimentar, que comprou a uma empresa espanhola caldeiras a biomassa para a produção de vapor.

Para resolver o problema das emissões, encomendou em Portugal os sistemas de filtragem baseados em ciclones, criados na Faculdade de Engenharia do Porto (FEUP) e fabricados pela indústria metalomecânica em Portugal. Este negócio foi feito através da parceira espanhola, mas a Cargill já tinha sido cliente da ACS, por exemplo, na Indonésia. Além da Península Ibérica, os mercados estratégicos são o francês, polaco e britânico. Mas é no Brasil, América Central e Sudeste Asiático que a regulamentação está a trazer mais negócio para a empresa fundada em 2008 pelo professor Romualdo Salcedo e pelo aluno Pedro Araújo. Tem ainda a Espírito Santo Ventures na estrutura acionista e recebeu encomendas na ordem dos quatro milhões de euros em 2014.

 

A vida num avião

Em Portugal, a ACS tem projectos com a Sonae Indústria ou com a EDP, mas mais de 80% das vendas são feitas fora do país. No total, já exportou para 35países.Há três semanas, o CEO, Pedro Araújo, esteve no Brasil, onde alguns dos 18 funcionários "estão mais em permanência". Na semana passada chegou da Malásia" a resolver o mesmo problema de emissões numa indústria muito poderosa", ligada à produção de óleo de palma. Tal como esteve antes na ilha de Bali, onde os sistemas da ACS limpam os gases na chaminé de uma indústria de lavagem de roupa. "Estamos permanentemente fora. Para o bem e para o mal, a necessidade vem de qualquer lado", aponta o engenheiro industrial que ocupa a presidência executiva da empresa. E que em breve viajará para a Tasmânia, onde a tecnologia portuguesa está também a ser instalada neste momento.

 


Journalist: ANTÓNIO LARGUESA


PDF DOWNLOAD

Exportation review from Jornal de Negócios.